7 filmes para usar na redação

191

Um dos aspectos mais importantes que as bancas de vestibular cobram, é a bagagem cultural. Nesse aspecto, é interessante que o estudante saiba citar filmes na redação, assim como livros e outros aspectos referentes ao assunto.

Pensando nessa questão, elaboramos uma lista com 7 filmes para você usar na redação. Dessa forma, você irá demonstrar que tem bastante cultura e sabe relacionar os diferentes temas. Confira a nossa seleção e prepare a pipoca agora mesmo!

1 – Capitão Fantástico (2016)

O filme, dirigido por Matt Ross, traz uma importante temática: o papel da família na criação dos filhos.

Na produção, um pai viúvo cria seis filhos na floresta, longe da civilização e das influências negativas da sociedade, como o consumismo. Porém, há um momento de ruptura, em que os filhos desejam conhecer a cidade, o que provoca dilemas no pai.

2 – Corra! (2017)

Esse filme foi indicado ao Oscar 2018 em várias categorias (incluindo a de Melhor Filme). Dirigido por Jordan Peele, Corra! conta a história de um jovem negro que, ao conhecer os pais da namorada branca, descobre segredos sombrios e extremamente preconceituosos da família.

A obra é uma grande crítica ao racismo – o implícito e o explícito – ainda presente em tantas sociedades atuais. É possível fazer uma redação com citação do filme, ilustrando como essa situação é ainda muito comum na atualidade.

3 – Três anúncios para um crime (2017)

A instigante produção, que também concorreu a várias estatuetas do Oscar em 2018, foi dirigida por Martin Mcdonagh. Ela faz uma crítica ao descaso das autoridades com o feminicídio e o assédio sexual.

No filme, que se passa em Ebbing (Missouri, EUA), a mãe de uma adolescente que foi estuprada e morta está inconformada com a polícia da cidade. Para ela, o caso não foi investigado como deveria ter sido. A partir deste ponto de vista, a mulher faz qualquer coisa para chamar a atenção dos investigadores.

 

4 – Doze anos de escravidão (2014)

Doze anos de escravidão é uma boa referência para tratar a questão do negro e do trabalho escravo contemporâneo. A história se inicia em 1841, época em que Solomon Northup (Chiwetel Ejiofor) é um escravo liberto, vivendo em paz ao lado da esposa e dos filhos.

Um dia, após aceitar um trabalho que o leva a outra cidade, ele é sequestrado e acorrentado. Vendido como se fosse um escravo, Solomon precisa superar humilhações físicas e emocionais para sobreviver.

Ao longo de doze anos, ele passa por dois senhores, Ford (Benedict Cumberbatch) e Edwin Epps (Michael Fassbender), que, cada um à sua maneira, exploram seus serviços.

5 – Irreversível (2003)

ATENÇÃO – GATILHO: conteúdo sensível a pessoas com traumas relacionados a estupro, violência e/ou assédio.

Filme denso e profundo que pode ser usado para tratar de temas relacionados à violência, assédio e estupro. Ele narra, de trás para frente, a história de uma vingança.

A primeira sequência mostra dois amigos desesperados, Marcus (Vincent Cassel) e Pierre (Albert Dupontel), saindo pelo submundo de Paris à procura do homem que teria estuprado e espancado Alex (Monica Bellucci), a atual namorada de Marcus e ex-namorada de Pierre.

Em seguida, a narrativa volta passo a passo no tempo para mostrar como Marcus e Pierre descobriram o nome do autor do crime, recuando até o próprio estupro e os eventos que o antecederam.

6 – Que horas ela volta? (2015)

Que horas ela volta?, de Anna Muylaret, é um filme exemplar para discutir o Brasil dividido. O enredo da obra é centrado na pernambucana Val, que chega a São Paulo para trabalhar como doméstica.

O intuito de Val é dar melhores condições de vida para a filha, que permanece na cidade local. Porém, quando a menina cresce, ela deseja ir para São Paulo fazer vestibular. A partir de então, é que a obra se desenrola misturando drama e comédia, confrontando duas realidades do país.

7 – Entre os muros da escola (2008)

Entre os muros da escola, como o próprio nome sugere, trata do sistema educacional. Mas a obra vai além disso. Ela mostra também as divergências de opinião dos alunos, cujas origens são bastante diferentes.

O filme foi produzido e se passa na França, país que teve uma forte onda de imigração nos últimos anos. Por esse contexto, a obra pode ser citada em redações que tratem dos deslocamentos geográficos, diferenças culturais, intolerância e outros aspectos sociais.

Como fazer citação de filme

Há inúmeras formas de citar um filme na redação. O ideal é que esse argumento seja colocado como um exemplo de um tipo de situação que ocorre. Você pode colocar assim: no filme x, é possível observar como isso acontece, pois os personagens enfrentam esse problema.

Antes de citar a obra, é importante que você tenha certeza da relação dele com o texto, já que a fuga do assunto pode prejudicar a sua pontuação. Além disso, o filme referenciado deve ter consistência e um fundo social — não ser simplesmente uma produção para entretenimento – a menos que a proposta seja sobre entretenimento.

Como o Como Passar Em Medicina pode te ajudar na redação

Com seus cursos preparatórios, o Como Passar Em Medicina já aprovou centenas de alunos nos principais vestibulares do país.

Veja os benefícios que o aluno tem ao se matricular no Como Passar Em Medicina:

  • Acompanhamento pedagógico individual e personalizado;
  • Correção de redação TODA semana;
  • Monitoria diária ILIMITADA;
  • Simulados todo mês;
  • Banco com mais de 29 mil questões;
  • Vídeo Aulas de revisão e resolução de exercícios ao vivo,
  • Acesso ao conteúdo disponível 24h para acessar quantas vezes quiser.

Antes de citar filmes na redação, treine bem a sua escrita no nosso cursinho on-line. Prepare-se com o Como Passar Em Medicina!

Por

Comentários do Facebook
 
COMPARTILHAR